Hospital Regional de Gurupi realiza primeiro registro de nascimento em cartório interno

O primeiro documento oficial foi para a pequena Júlia Alves Fernandes, filha de Anne Carolynne Fonseca Fernandres e Ricardo Potian Alves Pereira. O registro foi feito no Cartório de Registro Civil de Pessoas Naturais, dentro do Hospital Regional de Gurupi (HRG).

A bebê que nasceu no dia 09 de janeiro, foi registrada no dia 11 e foi o primeiro documento emitido dentro da unidade hospitalar, após parceria firmada em dezembro do ano passado.

Anne Carolynne Fonseca Fernandes contou que “sou de Gurupi e resido em Brasília. Mas minha escolha de ter meu bebê em Gurupi foi por já conhecer o hospital, pois me formei em enfermagem pela Unirg. Sobre o registro de nascimento na maternidade, achei a iniciativa ótima. Poder sair da maternidade com minha filha registrada facilitou demais as nossas vidas, já que meu marido não poderia ficar por tanto tempo na cidade”, declarou, acrescentando que “minha filha já fez história na cidade, primeira bebê registrada no hospital!”

Foto: Divulgação/SES

Para a diretora geral do HRG, Cristiane Uchoa, “a emissão do documento aqui no HRG é uma realização que traz ganho para a unidade hospitalar e principalmente para as famílias atendidas no local. Garantimos o direito de cidadania do recém-nascido e ao mesmo tempo garantimos que a parturiente não interrompa o repouso ou tenha seu acompanhante ausente, ao ter que se deslocar ao cartório”, afirmou.

O registro de nascimento na maternidade é feito de forma gratuita, a partir da apresentação da Declaração de Nascido Vivo (DNV), emitida pelo médico responsável pelo parto; junto com a certidão de casamento dos pais (se forem casados) ou a certidão de nascimento de cada um deles (se forem solteiros). O documento é entregue imediatamente.

Com informações da Saúde/Governo do Tocantins

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: