Oxford começa a testar vacina contra HIV em voluntários

Uma nova esperança contra a AIDS: a Universidade de Oxford iniciou ensaio clínico, de Fase 1, no Reino Unido, de uma vacina contra o HIV.

A vacina HIVconsvX será utilizada inicialmente em voluntários contra uma ampla gama de variantes do HIV-1, tornando-a potencialmente aplicável para cepas do vírus em qualquer região do planeta. O teste objetiva avaliar a segurança, tolerabilidade e imunogenicidade da vacina HIVconsvX.

Vacinação

A fase 1 do teste do HIV-Core 0052, começou em treze adultos saudáveis, HIV-negativos, com idades entre 18-65 e considerados como não apresentando alto risco de infecção.

Esses voluntários receberam uma dose da vacina e após quatro semanas outra dose de reforço. Tomas Hanke, professor de imunologia de vacinas do Instituto Jenner, da Universidade de Oxford, e pesquisador-chefe do ensaio, disse: “Uma vacina eficaz contra o HIV é insatisfatória há 40 anos. “Este ensaio é o primeiro de uma série de avaliações desta nova estratégia de vacina em indivíduos HIV-negativos para prevenção e em pessoas vivendo com HIV que podem se curar”.

Como funciona

Enquanto a maioria das vacinas candidatas contra o HIV trabalham induzindo anticorpos gerados pelas células B, o HIVconsvX induz as células T do sistema imunológico. Ela ataca regiões altamente conservadas e, portanto, vulneráveis ​​do HIV – um “calcanhar de Aquiles” comum à maioria das variantes do HIV.

Resultados

O ensaio faz parte da European Aids Vaccine Initiative (EAVI2020), um projeto de pesquisa colaborativo internacional financiado pela Comissão Europeia no âmbito do programa de saúde Horizonte 2020 para pesquisa e inovação.

Os pesquisadores esperam poder relatar os resultados do teste até abril do próximo ano.

Com informações do Só Notícia Boa e The Herald

Comentários do facebook

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: