Gurupi deve receber o primeiro Centro de Educação de Jovens e Adultos do Tocantins

A ideia inicial é de que o projeto-piloto seja implantado em até 120 dias. Além de Gurupi, já está prevista a implantação do Centro em outros dois municípios: Palmas e Araguaína.

A implantação de Centros de Educação de Jovens e Adultos atende à meta oito do Plano Estadual de Educação. O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), estuda a implantação do primeiro Centro de Educação de Jovens e Adultos do Estado por meio de um projeto-piloto no município de Gurupi.

Em Gurupi, o Centro de Educação de Jovens e Adultos será sediado na Rua Getúlio Vargas, (rua 6), no prédio da antiga Escola Estadual Rui Barbosa, que está desativada.  A escolha do prédio centralizado foi uma estratégia da Seduc para facilitar o acesso aos estudantes trabalhadores.

Projeto

A ideia inicial é de que o projeto-piloto seja implantado em até 120 dias. Além de Gurupi, já está prevista a implantação do Centro em outros dois municípios: Palmas e Araguaína.

Nesta quinta-feira, 7, a titular da Seduc, Adriana Aguiar, se reuniu com a equipe de implantação dos Centros, o secretário-executivo da Seduc, Robson Vila Nova, e o professor João Rosado Diniz Filho, postulado para assumir a direção do Centro, em Gurupi.

“Este projeto inédito no Tocantins será um marco para a política da Educação de Jovens e Adultos. Estamos planejando um centro que terá estrutura e um projeto político pedagógico específico para atender à pluralidade dessa modalidade de ensino”, ressaltou Adriana Aguiar.

Com mais de 20 anos de experiência em gestão escolar, João Rosado está otimista com a proposta de estar à frente da instituição pioneira no Tocantins. “É um novo desafio poder gerir esse primeiro Centro de EJA. Estamos confiantes de que este será um projeto inovador, de grande sucesso e que possibilitará alcançarmos ainda mais estudantes, possibilitando a retomada ou a continuidade dos estudos”, ressaltou.

EJA

A gestora estadual enfatizou ainda que a proposta de oferecer a EJA em três turnos oportunizará atendimento educacional aos trabalhadores diurnos e noturnos. “A nossa intenção é oferecer todos os meios para garantir a permanência e continuidade dos estudos desses adultos que não tiveram oportunidade de concluir o ensino básico”, frisou Adriana.

EJA no Tocantins

A rede estadual de ensino atende, atualmente, a mais de 12.750 alunos da Educação de Jovens e Adultos. São 837 turmas de primeiro, segundo e terceiro segmento da EJA, distribuídas em 160 escolas, nos 139 municípios tocantinenses.

Com a implantação dos Centros de Educação de Jovens e Adultos, o Governo do Tocantins pretende ampliar ainda mais a oferta do ensino na modalidade Jovens e Adultos, passando a ser ofertada nos turnos matutino, vespertino e noturno.

Com informações do Governo do Tocantins

Comentários do facebook

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: