Professora brasileira está na final do “Nobel da Educação”

Doani é professora de ensino bilíngue em libras e português e foi selecionada entre 12 mil inscritos, de mais de 140 países.

A professora brasileira Doani Emanuela Bertan foi para a final do Global Teacher Prize 2020. Ela está entre os 10 finalistas da premiação – considerada o “Nobel da Educação” – promovida pela Varkey Foundation em parceria com a Unesco e homenageia educadores de vários lugares do planeta por projetos e ideias inovadoras.

Link do prêmio

Doani foi selecionada entre 12 mil inscritos, de mais de 140 países. Ela é professora de ensino bilíngue em libras e português na Escola Municipal Júlio Mesquita Filho, em Campinas, no interior de São Paulo.

O anúncio de nove, do dez finalistas, foi feito nesta quarta-feira, 4. O vencedor do Global Teatcher Prize 2020 será divulgado no dia 3 de dezembro e ganhará US$ 1 milhão em bonificação.

Imagem: Divulgação

Última vaga

A última vaga dos 10 finalistas deve ser divulgada na semana que vem. Outros dois professores brasileiros concorrem a ela:

Francisco Celso Freitas, professor do sistema socioeducativo do Distrito Federal e Lília Melo, que dá aulas na periferia de Belém do Pará.

Doani

Ela se destacou com o projeto Sala8, um canal do Youtube onde divulga vídeoaulas em libras e língua portuguesa das disciplinas de matemática, português, geografia e ciências.

Todas as aulas são ministradas por Doani para que alunos surdos tenham acesso à educação básica.

Doani é professora de ensino bilíngue em libras e português. Foto: Divulgação

“Acredito que a visibilidade do Sala8 poderá contribuir com os surdos, seus familiares e professores que atuam diretamente com este público. Sabemos do tamanho do nosso país, de suas preciosidades, mas também reconhecemos os seus problemas. O canal é uma forma da linguagem de Libras, língua legítima e natural ao surdo, chegar a cada cantinho desta terra”, afirmou.

E essa não é a primeira vez que a educadora fica entre os finalistas da premiação. Em 2017 ela concorreu com o projeto de aulas bilíngues, que promovia a interação entre ouvintes e não ouvintes.

Doani  busca ampliar o conteúdo do canal , treinar e profissionalizar surdos em produção e edição de vídeos, tornar o canal uma ferramenta de inclusão e abrir portas para o mercado de trabalho.

Com informações do SNB e CidadeOn

Comentários do facebook

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: