Brasileiros conquistam título histórico em Olimpíada Internacional de Matemática

Um resultado histórico: o Brasil alcançou o melhor desempenho das suas participações na Olimpíada Internacional de Matemática – IMO. Com uma medalha de ouro e cinco de prata, o time nacional fez 165 pontos e conquistou o 10º lugar entre os 105 países participantes.

As provas foram realizadas em 21 e 22 de setembro em centros de aplicação de cada país selecionados pelo conselho consultivo da IMO. 

Time

O ouro brasileiro foi conquistado por Pedro Gomes Cabral, de Fortaleza (CE). Bernardo Peruzzo Trevizan, de São Paulo (SP); Guilherme Zeus Dantas e Moura, de Maricá (RJ); Francisco Moreira Machado Neto, de Fortaleza (CE); Gabriel Ribeiro Paiva, de Fortaleza (CE); e Pablo Andrade Carvalho Barros, de Teresina (PI), conquistaram a prata.

“Fiquei me sentindo bastante feliz. Foi uma ótima recompensa por todo o esforço que eu coloquei nessa minha preparação nos últimos cinco anos. A dedicação contínua, as aulas preparatórias do meu colégio e os treinamentos proporcionados pela OBM (Olimpíada Brasileira de Matemática) me ajudaram muito”, comemora Pedro Cabral.

Treinamento

Liderados por Carlos Gustavo Moreira (IMPA), o Gugu, e Matheus Secco (Academia de Ciências Tcheca), os estudantes, medalhistas da 41ª Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), passaram por três testes seletivos e um intenso treinamento.

“Estamos muito contentes com o resultado brasileiro, que foi bastante homogêneo – todos os alunos foram muito bem. Isso mostra o vigor e a solidez do nosso programa de Olimpíadas, formado a partir da OBM, que tem mais de 40 anos de tradição e conta com uma equipe de voluntários de excelente nível”, pontuou Gugu.

Preparação

Para Matheus, a conquista é resultado de um trabalho sério de preparação de alunos, que vem sendo executado desde a década de 90.

“Já perseguíamos o top 10 há bastante tempo. Este ano, tivemos a coroação deste trabalho. Tivemos uma equipe muito competitiva, os testes de seleção foram acirrados e tínhamos boas expectativas.”

Pandemia

A 61ª IMO aconteceria em São Petersburgo, na Rússia, mas precisou ser adaptada para um novo formato por conta da pandemia. No Brasil, os exames foram aplicados na Universidade Federal do Ceará (UFC) e no IMPA.

Para proporcionar integração entre estudantes e matemáticos, prejudicada pela ausência de uma sede da competição, a edição deste ano contou uma série de atividades virtuais pelas redes sociais. 

Olimpíada Internacional

Realizada desde 1959, a IMO é destinada a estudantes do Ensino Médio com idades entre 14 e 19 anos e que não tenham ingressado na universidade. Cada time é composto por uma equipe de até seis estudantes. Com 142 medalhas, o Brasil é o país latino-americano com maior número de premiações na competição.

Com informações do SNB e IMPA

Comentários do facebook

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: